UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/09/2009 - 08h45

Carteira semanal da Ativa apresenta três mudanças em relação ao portfólio anterior

SÃO PAULO - A Ativa Corretora divulgou seu portfólio com ações recomendadas para a terceira semana de setembro, contendo cinco empresas que, dentro das apostas dos analistas, terão um desempenho positivo no período.

Em relação ao período anterior, três alterações foram realizadas: os ativos de Pão de Açúcar, Banco do Brasil e BM&F Bovespa deram lugar para os papéis da B2W, Tegma e AmBev.

Dentre as sugestões da semana passada, os analistas da corretora destacaram a performance positiva das ações da Telemar e da Light.

Confira as recomendações

Empresa Código Preço-Alvo Upside*
B2W BTOW3 Em revisão -
Light LIGT3 Em revisão -
Tegma TGMA3 R$ 16,30 35,3%
AmBev AMBV4 En revisão -
Telemar Norte Leste TMAR5 Em revisão -
*Potencial de valorização com base no fechamento de 14 de setembro.

B2W

Apostando em um bom resultado da companhia no terceiro trimestre deste ano, a corretora acredita que a B2W esteja "realizando um monitoramento constante da concorrência, de forma a manter os preços bastante competitivos". Aliado a isso, os analistas afirmam que os papéis tem registrado quedas sem fundamentos durante setembro.

Light

A distribuidora de energia segue operando a múltiplos descontados frente às empresas do mesmo segmento, o que contribui para a perspectiva da recuperação relativa da Light frente aos seus pares.

Tegma

O volume elevado de vendas de veículos devido à isenção do IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) tem favorecido a empresa, que atua na área de logística ligada ao setor automotivo. Além disso, os papéis da companhia encontram-se em desconto em relação aos de seus concorrentes.

AmBev

A corretora aposta em novos resultados positivos neste segundo semestre, em virtude da fraca base de comparação, dos feriados e do aumento na temperatura. O desempenho das ações da companhia durante este mês é, no ponto de vista da Ativa, injustificável.

Telemar Norte Leste

Além da interessante estratégia da empresa de consolidar-se como player integrado de telefonia no País, a corretora espera que o processo de fusão com a BrT (Brasil Telecom) apresenta ganhos de sinergia de modo mais evidente a partir do final de 2009.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host