UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/09/2009 - 16h45

Crédito ao consumidor deve crescer 16,8% este ano, prevê Febraban

SÃO PAULO - Como reflexo da atual crise econômica, a oferta de crédito ao consumidor vai continuar em ritmo de cautela.

Pesquisa realizada entre os dias 10 e 11 de setembro pela Febraban (Federação Brasileira dos Bancos), com analistas de 30 instituições financeiras, revela que as expectativas de ampliação do crédito para este ano estão em 16,9%, índice superior ao verificado na última projeção, em julho (16,3%), sendo que é esperada expansão de 16,8% na oferta de dinheiro para pessoa física (ante 16,2% na pesquisa anterior) e de 15,8% para jurídica (ante 15,5% em julho).

Para 2010, a pesquisa revela uma expectativa de crescimento de 18% na carteira total (ante 17,9% na pesquisa anterior), com alta de 18,4% para pessoas físicas, um ponto percentual acima da mesma esperada em julho deste ano, e de 18,2% para as jurídicas (ante 19,1% na pesquisa anterior).

Modalidades

Quando avaliadas as modalidades de crédito para pessoa física, os analistas estimam crescimento de 19,9% para 2009 no volume concedido para empréstimo pessoal, incluindo o consignado - com desconto em folha de pagamento -, uma expectativa maior quando comparada aos 19,3% registrados na pesquisa anterior, de julho deste ano.

As operações de crédito para a aquisição de veículos devem crescer 15,6%, mostrando ritmo maior em relação à pesquisa de julho, de 15,5%.

Para 2010, a expectativa passou de 18,2% em julho para 19,3% em setembro, no caso do empréstimo pessoal, incluindo consignado. Já na aquisição de veículos, a expansão esperada passou de 16,5% para 16,2%.

Inadimplência

Quanto à taxa de inadimplência acima de 90 dias, há expectativa de que passe de 5,3% este ano para 4,8% em 2010. A expectativa em julho deste ano era de uma inadimplência de 5,8% este ano e de 4,9% em 2010.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host