UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

21/09/2009 - 17h11

Sem informação, brasileiros ficam em investimentos menos rentáveis

SÃO PAULO - A falta de conhecimento e informação é o principal impedimento para que as pessoas consigam melhor rentabilidade em seus investimentos. A afirmação é do diretor responsável pelas operações de Home Broker da investBolsa, Rodrigo Puga.

"A poupança ainda é o principal investimento dos brasileiros. Sempre foi assim. Existe uma cultura muito forte de poupança no Brasil, porque, na visão de muitos, a poupança é um investimento fácil de se ter, sem regras difíceis de serem entendidas", afirma.

O diretor ainda completa: "existem, inclusive, pessoas que se recusam a migrar de investimento, mesmo sabendo que há outras opções mais rentáveis e tão seguras quanto a poupança. Mas o fato de não saberem como funcionam estes outros investimentos faz com que fiquem com todo o recurso guardado em poupança".

Poupança x renda variável

Autor do livro "Supere a poupança e invista em ações no Home Broker", Puga acredita que, se o governo conseguir aprovar a tributação da poupança, haverá um número grande de poupadores migrando para a renda variável.

"É claro que o perfil de quem investe em poupança é bem diferente de quem investe em ações. Mas acredito que, se os brasileiros tiverem que pagar impostos, eles vão querer procurar e conhecer outros investimentos. Assim vão perceber que ações não são bichos-de-sete-cabeças e poderão alocar uma parte do montante nessa modalidade de renda variável. Com a queda da taxa Selic a menos de 10%, já tivemos um pequeno movimento de migração da renda fixa para variável", explica.

No entanto, Puga reconhece que os mais conservadores devem mesmo buscar outras modalidades dentro da renda fixa. "Acho que o Tesouro Direto será o mais procurado por esses investidores, caso a taxação realmente entre em vigor no próximo ano", finaliza.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host