UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/09/2009 - 08h34

Confiança do consumidor se mantém estável em setembro

SÃO PAULO - A confiança do consumidor em relação à situação econômica do País se manteve estável entre agosto e setembro de 2009, ficando em 111,0 pontos.

Ainda assim, o resultado confirma uma acomodação no patamar alcançado em julho, já que o Índice de Confiança do Consumidor, calculado pela FGV (Fundação Getulio Vargas) e divulgado nesta quarta-feira (23), é superior ao de sua média histórica (107 pontos), e mantém-se próximo ao nível de setembro do ano passado (112,2 pontos), considerando dados sem ajustes.

No período, o resultado foi influenciado pela redução no Índice de Expectativas, que passou de 109,4 para 109,1 pontos, assim como pela alta registrada no Índice da Situação Atual, que passou de 114 para 114,5 pontos, entre agosto e setembro.

Situação das famílias e gastos

A avaliação dos consumidores em relação à situação financeira da família em setembro apresentou melhoras, sendo que a proporção dos que a avaliam como boa elevou-se de 18,6% para 19,1% e a dos que a julgam como ruim caiu de 13,7% para 13,5%. Este foi o melhor resultado para o quesito desde outubro de 2008, quando os percentuais foram de 20,5% e 13,7%, respectivamente.

Apesar disso, os consumidores ainda se mostram cautelosos em relação a continuidade desta recuperação nos próximos seis meses. Isso porque a proporção das pessoas que preveem melhora na situação financeira familiar caiu de 33% para 31,7%, enquanto a dos que projetam piora aumentou de 4,3% para 4,6%.

Sobre a pesquisa

A Sondagem de Expectativas do Consumidor leva em consideração os seguintes quesitos: situação econômica do País, da família, do orçamento doméstico, do grau de dificuldade de encontrar trabalho e intenções de compras de bens de alto valor.

O levantamento foi realizado entre os dias 31 de agosto e 18 de setembro em mais de dois mil domicílios nas sete principais capitais brasileiras.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host