UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/10/2009 - 15h21

Crédito à pessoa física deve continuar crescendo, apesar de quedas no indicador

SÃO PAULO - As concessões reais de crédito com recursos livres às pessoas físicas devem continuar crescendo, segundo aponta o Indicador Serasa Experian de Perspectiva de Crédito ao Consumidor, divulgado nesta quinta-feira (1).

O ritmo, entretanto, será mais brando do que o registrado ao longo dos últimos meses, visto os recentes movimentos de queda do indicador, que, em agosto, apresentou a quarta baixa consecutiva, atingindo 101,3 pontos, após ter alcançado o pico de 104,5 pontos em abril de 2009 (o maior valor desde maio de 2001).

Desaceleração

Ainda de acordo com a Serasa, no oitavo mês do ano, o indicador recuou 1,2% frente ao mês imediatamente anterior.

Dentre os motivos apontados para a desaceleração, estão o fim do período de relaxamento monetário e o término de alguns estímulos fiscais contra a crise.

Além disso, o provável deslocamento das pessoas físicas do crédito do consumo para o investimento (crédito habitacional), oferecido com recursos direcionados, tendo em vista a recuperação do mercado imobiliário, também contribui para o decréscimo apurado no mês.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host