UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/10/2009 - 11h31

Natal: consumidor deve gastar em média R$ 346 com compras por meio da web

SÃO PAULO - Ainda faltam quase três meses para o Natal, mas o comércio eletrônico já está de olho na data e prevê que o consumidor gaste, em média, R$ 346 com as compras dos presentes pela rede.

De acordo com a superintendente de marketing da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), Sandra Turchi, o tíquete médio dos webshoppers é de R$ 323 normalmente. Ou seja, para o Natal, os consumidores devem gastar 7% a mais.

Sandra esteve em encontro promovido pela Associação e pela Camara-e.net, realizado na última quarta-feira (30), para discutir o e-commerce.

4 milhões de novos consumidores

Com relação ao fechamento do ano, o setor prevê um faturamento de R$ 10,5 bilhões e 4 milhões de novos consumidores. Um dos fatores para tal incremento, de acordo com Sandra, são os novos meios de pagamento, que atraíram, principalmente, consumidores de baixa renda, normalmente mais inseguros para comprar pela internet.

"A facilidade da classe C em obter cartões de crédito e parcelar suas compras, nos últimos anos, tornou-se um elemento importante para o comércio digital", ressalta Sandra. Além disso, ela lembra que, na internet, os prazos de pagamento são mais longos que nas lojas físicas, outro fator que atrai cada vez mais consumidores.

Empresas

Durante o encontro, Sandra ressaltou a importância da rede para as pequenas empresas. "É fundamental que as PMEs (Pequenas e Médias Empresas) explorem o universo digital", disse. Segundo ela, as grandes empresas dominam a renda obtida por meio do e-commerce e as PMEs precisam ampliar sua participação. "Temos que ampliar sua participação de 20% a até 30% em 2010", afirmou.

Porém, para que as vantagens se sobreponham, Sandra ressalta que é preciso melhorar os aspectos negativos do e-commerce, como a desconfiança e a insegurança por parte do consumidor. Para ela, é preciso deixá-lo mais à vontade.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host