UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/10/2009 - 16h48

Para Miguel Jorge, isenção de Cofins para motocicletas deve voltar

SÃO PAULO - O benefício da isenção da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) para as motocicletas, que terminou em 30 de setembro, deveria voltar, para que o setor consiga recuperar as vendas. A afirmação foi feita pelo ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, em visita ao Salão Duas Rodas, em São Paulo, nesta quinta-feira (8).

"Como ministro do Desenvolvimento, tenho discutido com o Ministério da Fazenda a retomada do benefício da isenção da Confins. Acredito que, pelo menos até o final do ano, essa medida deverá ser mantida", disse, de acordo com nota da Abraciclo (Associação dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Bicicletas, Motonetas e Similares).

Benefício

A medida foi adotada em abril deste ano e reduziu as alíquotas do tributo de 3% para 0%, para incentivar as vendas de motos, que também sofriam com os efeitos da crise econômica. No final de junho, quando estava para acabar, a desoneração foi prorrogada por mais de três meses.

Em setembro, o número de emplacamentos de motos registrou crescimento de 2%, na comparação com agosto, segundo dados da Abraciclo. No total, os emplacamentos passaram de 136.814 unidades para 139.793.

No Salão Duas Rodas, Miguel Jorge visitou os estandes das associadas à Abraciclo e elogiou o setor. "Sou um admirador do setor duas rodas, que demonstra sua força nesse evento. São muitas inovações tecnológicas apresentadas ao público e elas foram alcançadas em meio à crise econômica mundial, o que é louvável", afirmou.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host