UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/10/2009 - 14h17

Em ano de Copa, venda de TV de tela fina deve crescer até 70%

SÃO PAULO - A Copa do Mundo de 2010, que será disputada na África do Sul, deve estimular o consumo de bens duráveis da linha marrom, segmento formado por televisores e MP3s, dentre outros produtos, de acordo com a diretora de Negócios da GfK, Gisela Poug.

Para se ter uma ideia, somente no caso dos televisores de tela fina, as vendas irão crescer entre 60% e 70%. "Ano que vem vai ser o ano da linha marrom e principalmente das televisões", afirmou Gisela.

Enquanto a linha marrom deve ganhar destaque no ano que vem, a linha branca deve perder espaço com o fim da isenção de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), o que está programado para acontecer em outubro. No ano que vem, é esperada uma queda entre 3% e 5% nas vendas de geladeiras, fogões, máquinas de lavar e outros.

"A gente espera para 2010 uma queda de toda a linha branca, se comparado a 2009, porque os números de 2009 foram fortes. E ano que vem é ano de Copa e, como a gente sabe que o bolso do consumidor é um só, ele acaba optando por comprar um produto durável a outro".

Vendas

As vendas de linha marrom diminuíram 3% no segundo trimestre de 2009, frente ao mesmo período de 2008. TV de tela fina teve aumento de cerca de 30%, mas, na tendência contrária, TV de tubo apresentou uma queda de 37%.

"A gente tem uma queda bastante grande em vendas dos produtos que estão ficando obsoletos, como TV de tubo, e quem levanta o número de linha marrom são as novas tecnologias", explicou Gisela.

Além do crescimento da renda, a diretora de Negócios explicou que o crédito é que incentiva as compras no Brasil, "porque de nada adianta aumentar o poder de compra das classes se o crédito não estiver disponível".

De acordo com Gisela, uma característica muito forte do brasileiro é que ele gosta de parcelar, não se importando se, ao final do período, ele terá pagado o preço de mais de um produto.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host