UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/10/2009 - 15h58

Reter Imposto de Renda não é interessante para o governo, diz Lula

SÃO PAULO - A retenção da restituição do Imposto de Renda não é uma medida interessante para o governo, disse, nesta sexta-feira (9), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"O que queremos é o povo com dinheiro para consumir, para que o comércio cresça muito mais", afirmou, conforme publicado pela Agência Brasil, após assinar uma série de acordos conjuntos com o presidente da África do Sul, Jacob Zuma, no Itamaraty.

O presidente disse ainda ser uma incompreensão achar que o governo tenha interesses econômicos em reter o imposto de renda, mesmo porque a devolução é corrigida pela taxa Selic.

Atrasos são normais

Lula, assim como o ministro da Fazenda, Guido Mantega, destacou que esta não é a primeira vez que há atrasos no pagamento da restituição do IR.

"Não é a primeira vez na história do Brasil ou da Receita ou de quem faz a emissão de pagamentos atrasar dez ou 15 dias. Também já pagamos adiantado em outros momentos", disse.

Segundo o ministro, o adiamento de parte das devoluções ocorreu por conta da crise financeira internacional e da queda na arrecadação da Receita.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host