UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/10/2009 - 18h09

Gás de cozinha é caro e deve baixar de preço, diz Lula

SÃO PAULO - O presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta quinta-feira (15) que o valor cobrado pelo botijão de gás de cozinha é caro e que pretende reduzir o preço do produto.

Lula, entretanto, não explicou como nem quanto o preço do gás seria barateado, mas informou que o governo já havia estudado a possibilidade da redução de custos atingir apenas os beneficiários do bolsa família, medida já descartada por conta do problema da distribuição.

"É uma coisa que está na minha cabeça, está na cabeça da Dilma (Roussef, ministra-chefe da Casa Civil) é uma coisa que queremos ver se a gente reduz o preço do gás, porque as pessoas pobres usam gás e pagam caro pelo botijão, que está R$ 40, R$ 38", disse, conforme publicado pela Agência Brasil.

IPI

A declaração do presidente foi feita durante vistoria às obras de revitalização e transposição do Rio São Francisco, que Lula faz desde a última quarta-feira (14).

Na ocasião, segundo interlocutores que estavam com o presidente na viagem ao canteiro de obras, Lula também teria dito que pretende prorrogar o benefício do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido para a linha branca, a fim de possibilitar que as famílias das classes mais baixas aproveitassem o 13º salário para comprar produtos como geladeiras, máquinas de lavar roupa e tanquinhos a preços menores.

A possibilidade, contudo, foi negada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host