UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

21/10/2009 - 13h19

Fraudes com cartão lideram a lista de preocupações na web entre brasileiros

SÃO PAULO - Para os brasileiros, a privacidade na internet é um tema importante e 76% deles temem ter suas informações pessoais violadas. O maior temor por aqui é com relação às fraudes com cartão de crédito ou com dados do banco. A utilização desses dados preocupa 19% dos brasileiros e lidera a lista dos temores na rede.

As constatações são da Nokia Siemens, que realizou um estudo sobre privacidade com 9.200 pessoas de 14 países. O levantamento constatou que, no mundo, a preocupação com a privacidade atinge 82% dos entrevistados. Na lista também está o temor com as violações (76%). A pesquisa também aponta que 45% acreditam que perderam o controle sobre seus próprios dados.

Enquanto os brasileiros temem mais pelos seus dados bancários, nos demais países a maior preocupação na rede é com relação ao roubo de identidade, temor apontado por 24% dos entrevistados. No mundo, fraudes com cartão e dados da conta bancária são preocupações listadas por 11% dos pesquisados.

Cobranças indevidas

Outra preocupação na rede entre os brasileiros é a cobrança por produtos que não foram comprados. O temor está em segundo lugar da lista, com 16% das respostas. O uso de dados pessoais sem o prévio conhecimento do internauta figura na terceira posição da lista de preocupações dos brasileiros, com 14%.

Com o mesmo percentual de respostas estão o acesso à conta bancária e a utilização de dados pessoais na prática de crimes. Repasse de dados bancários para outras pessoas, mudança de perfil na internet e a publicação de dados pessoais estão nas últimas colocações da lista, com 1%, 1% e 2% das respostas, respectivamente.

Fraudes em geral preocupam 4% dos entrevistados no País. No mundo, além do roubo de identidade, acesso a detalhes da conta bancária é temor de 13% dos entrevistados.

Más experiências

A preocupação com as informações pessoais entre os brasileiros tem justificativa. Segundo o levantamento, 64% já tiveram sua privacidade violada e as ligações de call centers lideram a lista dos casos de violação, com 49% das respostas.

O repasse de dados pessoais para terceiros sem permissão também estão na lista: 41% dos entrevistados no País já tiveram essa experiência. A utilização de dados financeiros em geral foi apontada por 9% como mais um caso de violação ocorrido.

No mundo, as ligações dos operadores de telemarketing também incomodam e lideram a lista dos casos (44%); repasse de dados sem a permissão do consumidor está em segundo lugar do ranking, com 32% das respostas, e fraudes com cartão de crédito ocorreram com 10% dos entrevistados.

De maneira geral, no mundo, 74% dos pesquisados já passaram por problemas ocasionados por violação da privacidade.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host