UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

30/10/2009 - 13h28

Varejo vai vender linha branca com IPI menor até final dos estoques

SÃO PAULO - O varejo anunciou que vai continuar a vender os produtos de linha branca com IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido, independentemente da eficiência energética, até o final dos estoques.

Como medida para estimular o consumo em meio à crise, o governo reduziu a alíquota do IPI de produtos de linha branca em abril, o que deveria durar até o final de outubro. Porém, na quinta-feira (29), o ministro da Fazenda, Guido Mantega, declarou que o benefício será prorrogado por mais três meses, sendo que a alíquota menor dependerá da eficiência energética do produto, mensurada pelo selo da Procel.

Porém, de acordo com a diretora executiva do IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo), Fabíola Xavier, os produtos que foram comprados pelo varejo na primeira etapa do IPI reduzido, que concedia o benefício sem distinguir a eficiência energética, serão vendidos aos consumidores até o final dos estoques.

"Na verdade, os produtos que levam o selo A já estavam entre os mais vendidos na linha branca. Desde abril, quando houve a redução do IPI, cerca de 90% das máquinas de lavar vendidas levavam o selo A e, no caso das geladeiras, este mesmo selo estava presente em aproximadamente 85% dos produtos comercializados", destacou.

Sem aumento de preços

Logo após o anúncio do governo, o Walmart Brasil informou que não vai aumentar os preços da linha branca, mesmo para os produtos que perderam o benefício. "A empresa está abastecida e vai manter os preços mais baixos para o consumidor até o final do estoque atual", disse o diretor comercial, Rafael da Silva Gomes.

Com a medida do governo, a empresa espera ter um desempenho de vendas em torno de 35% superior na categoria, para o Natal, ante o mesmo período do ano passado. Este mesmo crescimento já foi identificado pelo Carrefour na primeira fase de redução do IPI, que começou em abril.

O supermercado disse que, enquanto durarem os estoques atuais, vai manter os preços para os produtos da linha branca, mesmo para os de menor eficiência energética. O consumidor poderá parcelar a compra em 18 vezes sem juros no cartão da loja.

O Extra, por sua vez, espera um aumento de 30% nas vendas de linha branca ao final deste ano, frente ao mesmo período de 2008, mantendo os preços dos produtos até o final do estoque, assim como fez a concorrência.

Mas, para se diferenciar, o Extra Hipermercados e Extra Eletros oferecem um bônus adicional de 5% nas compras até o dia 2 de novembro. Além disso, é possível parcelar em 15 vezes sem juros, com pagamento da primeira parcela somente em janeiro de 2010, com os cartões da loja. Nos demais cartões, o parcelamento é em até 10 vezes.

Mudança

Confira, na tabela abaixo, como fica a cobrança do IPI para linha branca entre 1º de novembro e 31 de janeiro:

Geladeira Fogão Máquina de lavar Tanquinho
Selo A 5% 2% 10% 0%
Selo B 10% 3% 15% 5%
Selos C e outros 15% 4% 20% 10%

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host