UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/11/2009 - 13h32

Preço do álcool começará a ceder nos próximos meses, aponta Dieese

SÃO PAULO - Depois de atingir 60,4% do preço da gasolina em outubro, o álcool deve começar a ver seu valor diminuir nos próximos meses, de acordo com o ICV (Índice de Custo de Vida) do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), que foi divulgado nesta quinta-feira (5).

Um dos motivos para a queda de preços daqui para a frente é a entrada da safra de cana-de-açúcar.

Gasolina x álcool

Até setembro deste ano, o preço do álcool havia subido abaixo da inflação, mas passou o índice geral em 6,64 pontos percentuais em outubro, quando a alta do ICV foi de 0,53% e a do álcool, de 12,87%.

De novembro de 2008 a abril deste ano, a relação do preço do álcool pela gasolina ficou em torno de 54%, mas de maio a junho caiu para 50%, voltando a subir nos próximos meses, mantendo a média de 54%. É recomendado ao consumidor que tem veículo flex utilizar o álcool sempre que a relação de seu preço em comparação ao da gasolina for inferior a 70%. Assim, se a relação for maior ou igual a 70%, ocasião em que o consumidor deve optar pela gasolina, deverá aumentar a oferta de álcool no mercado interno, colaborando para a queda de seu preço.

Açúcar

O açúcar também vem apresentando aumento de preços, com alta de 10,09% em outubro. O Dieese justifica o movimento pelo avanço das exportações, resultado da quebra de produção da cana-de-açúcar na Índia, grande fornecedora deste produto no mercado mundial.

Estes fatores resultaram em aumento das exportações brasileiras e alta no preço internacional do açúcar, causando forte impacto na comercialização deste produto no mercado interno.

No acumulado dos últimos 12 meses, o preço do açúcar subiu 63,96%, enquanto a inflação ficou em 4%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host