UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/11/2009 - 18h34

Compra de ação da Petrobras com FGTS garante ganho de 865% desde 2000

Infomoney

SÃO PAULO - A compra de ações da Petrobras com o dinheiro do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em 2000 garantiu um rendimento de 865,76% até o início de novembro deste ano, enquanto o próprio fundo teve uma rentabilidade de 60,51% em período equivalente.

Isso significa que uma pessoa que usou R$ 1 mil do saldo do FGTS para compra das ações da estatal em 2000 estava com R$ 9.657 no início deste mês. Já o trabalhador que manteve o dinheiro no fundo chegou a novembro de 2009 com R$ 1.605,10 na sua conta.

Os dados são de levantamento realizado pelo Instituto FGTS Fácil.

O uso do dinheiro do FGTS para compra de ações da Petrobras voltou a ser destaque com a capitalização da empresa para a exploração do petróleo da camada pré-sal.

Na quarta-feira (11), a comissão especial formada para tratar do assunto na Câmara dos Deputados rejeitou a possibilidade de uso do fundo por minoritários durante a capitalização da estatal.

Em seu parecer sobre o projeto de lei de capitalização da Petrobras, o deputado João Maia (PR-RN) já havia excluído a possibilidade de uso do FGTS por acionistas minoritários.

O motivo foi a pressão feita pelo governo, assim como argumentos de parlamentares que defenderam a preservação dos recursos do FGTS para o financiamento habitacional.

Vale
 

Em 2002, o governo ainda permitiu a aplicação do dinheiro do FGTS em ações da Vale. Desde este momento, a rentabilidade foi de 932,86%, enquanto o próprio fundo teve um rendimento de 48,61%.

Quem investiu R$ 1 mil nas ações da Vale em 2002 está com R$ 10.328,60 e quem manteve o dinheiro no fundo está com R$ 1.486,10.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host