UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/11/2009 - 16h08

Arrecadação do IPI sobre automóveis cai 63,2% em outubro, aponta Receita

SÃO PAULO - A arrecadação do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) sobre os automóveis teve queda de 63,2% em outubro deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo os dados de arrecadação divulgados pela Receita Federal nesta segunda-feira (23).

No décimo mês deste ano, foram arrecadados R$ 229 milhões com esse imposto, contra R$ 621 milhões em outubro do ano passado. Já na comparação com setembro de 2009, houve uma alta de 16,51%, já que no nono mês do ano foram arrecadados R$ 196 milhões.

Acumulado do ano

Nos primeiros dez meses do ano, o valor de arrecadação desse imposto chega a R$ 1,466 bilhão, contra R$ 5,598 bilhões no mesmo período de 2008, o que corresponde a uma queda de 73,82% na comparação entre os dois períodos.

Com isso, a participação do IPI sobre automóveis, na arrecadação total, caiu de 0,93% nos primeiros dez meses do ano passado, para 0,26% no mesmo período deste ano.

O motivo da queda nos valores é a alteração da tabela de incidência de IPI sobre os veículos, feita em dezembro de 2008, para incentivar as vendas de carros, que registravam quedas significativas devido à crise econômica.

A medida foi adotada com prazo para terminar no dia 31 de março, porém, com o reaquecimento das vendas impulsionadas pela redução do imposto, a alíquota reduzida de IPI foi prorrogada para até o dia 30 de setembro. A partir de outubro, o IPI passou a ter aumentos gradativos, o que deve acontecer até janeiro, quando as alíquotas retornam aos valores cobrados anteriormente.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host