UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/11/2009 - 08h37

Alimentação fora de casa fica 6,49% mais cara em 2009, aponta IBGE

SÃO PAULO - Nos primeiros 11 meses do ano, a alimentação fora de casa ficou 6,49% mais cara, segundo dados do IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Somente em novembro, a variação do índice para este item foi de 0,32%.

Dentro do item Alimentação fora do Domicílio, a refeiçãa principal registra alta acumulada de 6,90% e o café-da-manhã, de 5,99%. Já os preços dos lanches subiram 5,07%.

Neste mês, por sua vez, estes itens encareceram, respectivamente, 0,24% e 1,53%. Os preços dos lanches tiveram uma redução de 0,11%.

No acumulado dos últimos 12 meses, o preço da alimentação fora do lar variou 7,02%, sendo que a refeição subiu 7,46%.

Análise regional

Considerando as 11 capitais analisadas para a medição do IPCA, o maior impacto sobre o preço da alimentação fora do domicílio de janeiro a novembro ocorreu em Recife. O índice deste item na capital pernambucana acumula alta de 8,32%, sendo que a inflação sobre a refeição principal registrou alta de 9,04%.

Outros destaques de encarecimento foram Fortaleza (8,11%), Belém (7,67%), São Paulo (7,03%) e Porto Alegre (6,91%), conforme indica a tabela abaixo:

Variação do custo da alimentação fora do domicílio
Capital Novembro Acumulado
Rio de Janeiro 0,44% 6,54%
Porto Alegre 1,09% 6,91%
Belo Horizonte 0,11% 6,10%
Recife 0,91% 8,32%
São Paulo -0,07% 7,03%
Distrito Federal 0,81% 4,20%
Belém 0,65% 7,67%
Fortaleza 0,81% 8,11%
Salvador 1,58% 3,30%
Curitiba 0,01% 6,81%
Goiânia -1,45% 4,22%
Nacional 0,32% 6,49%
Fonte: IBGE

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host