UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/12/2009 - 11h05

Cesta básica de SP registra alta de 2,16% e permanece como a segunda mais cara

SÃO PAULO - O preço da cesta básica de São Paulo apresentou alta de 2,16% em novembro, na comparação com o décimo mês do ano. O incremento fez com que o conjunto de produtos pesquisados na capital paulista ficasse na lista dos mais caros do País, permanecendo na segunda colocação do ranking, atrás apenas para Porto Alegre.

Os paulistanos pagaram R$ 234,99 para comprar os produtos essenciais no mês passado, enquanto os moradores da capital gaúcha desembolsaram R$ 248,29. Na comparação com o ano passado, porém, a cesta paulistana acumula queda de 1,54%.

Os dados são da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, divulgada nesta quarta-feira (2) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Comprometimento da renda

O custo médio da cesta básica tomou 54,93% do salário mínimo líquido do trabalhador da cidade de São Paulo, já deduzida a quantia recolhida à Previdência Social.

De acordo com o Dieese, o paulistano remunerado pelo salário mínimo teve de cumprir uma jornada de 111 horas e 11 minutos para adquirir todos os produtos essenciais, jornada menor que a verificada em novembro do ano passado, quando o trabalhador precisou trabalhar 126 horas e 31 minutos.

Quedas

Dentre os 13 itens pesquisados em São Paulo, sete apresentaram alta nos preços em novembro, na comparação com o mês anterior, sendo eles: batata (20,48%), tomate (7,03%), óleo de soja (4,31%), açúcar refinado (2,73%), carne bovina de primeira (1,78%), banana nanica (0,94%) e pão francês (0,16%).

Por outro lado, registraram queda leite in natura integral (-3,77%), feijão carioquinha (-3,17%), arroz agulhinha tipo 1 (-2,05%), manteiga (-1,91%), farinha de trigo (-1,09%) e café em pó (-0,47%).

Considerando os últimos 12 meses, nove itens contribuíram para a desaceleração do preço da cesta: feijão (-54,31%), farinha (-15,79%), café (-14,57%), óleo de soja (-12%), manteiga (-10,44%), banana (-9,32%), arroz (-9,05%), carne (-5,05%) e pão (-2,87%).

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host