UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

21/12/2009 - 14h19

Provisão de bancos para ações de poupadores é de R$ 5 bilhões, diz BC

SÃO PAULO – A provisão dos bancos para pagamento de ações referentes aos planos econômicos é de cerca de R$ 5 bilhões, informou o Banco Central em parecer enviado à Câmara dos Deputados, enquanto o montante inicial que havia sido divulgado era de R$ 105,9 bilhões.
O valor alto está em ação movida pela Consif (Confederação Nacional do Sistema Financeiro) que tramita no STF (Supremo Tribunal Federal), na qual os bancos pedem que não arquem com as perdas ocorridas nas cadernetas de poupança, sob risco para o sistema financeiro.
Defesa do consumidorO Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), que teve acesso ao documento enviado à Câmara, disse que, ao mesmo tempo em que os bancos querem demonstrar que vão quebrar para restituir as perdas dos poupadores, apenas três deles (Caixa Econômica Federal, Nossa Caixa e Itaú) publicam em seus balanços contábeis os valores provisionados para a questão.
O instituto enviou ao Banco Central, no dia 11 de dezembro, uma carta na qual solicita esclarecimentos sobre as divergências encontradas.
Caso dos poupadoresNas décadas de 1980 e 1990, planos econômicos adotados pelo governo, que visavam conter a inflação, mudaram os índices de atualização da poupança, sendo que alguns investidores dizem ter sido lesados por essa troca.
Até hoje, devido às ações movidas pelos poupadores, foram pagos R$ 2,9 bilhões pelos bancos. O Idec diz que esses valores foram pagos paulatinamente, sem que nenhum risco de liquidez tenha ocorrido a qualquer dos bancos envolvidos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host