UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

21/12/2009 - 16h17

Quase 30% acham que só produtos baratos devem ser comprados pela internet

SÃO PAULO – A internet ainda não é vista como um meio completamente seguro para compras. De acordo com uma pesquisa da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), 29,4% dos consumidores acreditam que não se deve utilizar a internet para aquisições de grande valor.No entanto, a proporção dos entrevistados que concordam que se pode comprar itens de valor mais alto na internet é maior em todas as classes sociais. Na classe DE, são 41,8% as pessoas que acham que a internet pode ser usada para comprar itens de maior valor, contra 35,70% dos que discordam.Na classe AB, 42% discordam que a internet serve apenas para comprar itens mais baratos, contra 25,6% dos que acham que as compras on-line devem se restringir a itens de menor valor.Confiança na webQuestionados se a internet é um meio seguro para fazer compras, 40,8% dos paulistanos pesquisados discordam dessa afirmação. Somente 36,5% acham a web segura.Novamente, as classes com renda mais alta são as que mais confiam na internet. Nas classes AB, 39,7% acreditam que o meio é seguro para compras, contra 33,70% que discordam disso. Já nas classes DE, 51% acham o meio inseguro, contra 31,6% dos que confiam.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host