UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/12/2009 - 16h02

Contribuintes na malha fina somam R$ 2,1 bilhões em impostos a pagar

SÃO PAULO – Os contribuintes que caíram na malha fina do Imposto de Renda deste ano pagarão até R$ 2,1 bilhões em impostos. Os que terão reduzido o valor da restituição representam R$ 472 milhões.De acordo com a Agência Brasil, nesses casos, o valor foi reduzido porque os dados, depois de conferidos, mantiveram-se inconsistentes, gerando créditos a favor do Fisco. Há declarações cujo valor a ser restituído é questionado e acaba gerando imposto a pagar.Cerca de 12% das declarações ficaram retidas neste ano por inconsistência nos dados de despesas médicas. Os outros motivos que mais fazem os contribuintes irem para a malha fina são omissão de receitas e divergência entre valores declarados (rendimentos, por exemplo) e os valores declarados pelas fontes pagadoras.Fechando o cercoPara diminuir  quantidade de declarações do IR que ficam retidas em razão das informações sobre despesas médicas, a Receita Federal criou a Dmed (Declaração de Serviços Médicos). O preenchimento da Dmed será obrigatório aos profissionais de saúde, clínicas e hospitais. Eles devem incluir todas as informações de pagamentos recebidos. Os contribuintes pessoas físicas poderão checar pela internet, a partir de 2011, se suas despesas médicas declaradas foram informadas em Dmed por meio de consulta ao extrato da Declaração do IR, disponível na internet.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host