UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/01/2010 - 18h45

Aliada da Bolsa, internet é cada vez mais usada por investidor

SÃO PAULO – A BM&F Bovespa pretende atingir 5 milhões de investidores pessoas físicas em 10 anos. Para isso, conta com uma aliada: a internet, que tem atraído cada vez mais aplicadores de renda variável em busca de informação.

Em seu site (www.bmfbovespa.com.br), ela disponibiliza vídeos educativos voltados para a educação financeira, além de diversas ferramentas para administrar o dinheiro - como planilhas de orçamento pessoal, por exemplo – e cursos virtuais, que são gratuitos.

Existem ainda os simuladores on-line. “O capital é fictício, mas os dados são reais”, explicou a gerente de Internet da BM&F Bovespa, Renata Martins.

Redes sociais

Além disso, a Bolsa tem trabalhado em redes sociais, como o Orkut, o Facebook e o Twitter, desde outubro do ano passado. Neste último, ela conquistou mais de 1,7 mil seguidores em apenas três meses, enquanto no Orkut ela detém 180 amigos e no Facebook, 336 fãs. A maioria, segundo Renata, são jovens.

Enquanto no site da BM&F Bovespa, o público que acessa as informações sobre a bolsa é variado, nas redes sociais, a predominância é de investidores na faixa dos 25 anos de idade. “Eles estão chegando à Bolsa cada vez mais com esses mecanismos”, afirmou a gerente.

Dados consolidados mostram que os investidores de 16 a 25 anos na bolsa eram quase 40 mil no ano passado, correspondentes a 1,15% do valor aplicado. Aqueles de 26 a 35 anos de idade detêm 158.650 contas e respondem por 7,25% do valor aplicado.

Desafio Bolsa

A Bolsa ainda pretende lançar neste ano uma versão na internet do Desafio BM&F Bovespa, que é um projeto voltado para estudantes do Ensino Médio das redes pública e privada de ensino do estado de São Paulo. Na web, poderão participar escolas de todo o País.

A disputa é gratuita e, durante a competição, os alunos conhecem o funcionamento do mercado de ações na teoria e na prática, competindo com outras escolas e concorrendo a prêmios, que podem chegar a R$ 25 mil, para a instituição que alcançar a liderança. O crédito deve ser usado para a criação de um clube de investimento.

Mobile 

Os investidores ainda podem acompanhar informações sobre a renda variável pelo celular, o que está disponível desde 2008, mas foi aprimorado em 2009, quando surgiu uma versão para quem possui iPhone, que hoje conta com uma média de 6 mil acessos mensais na versão em português e de 2.500 na em inglês. De todas as visitas aos dispositivos móveis, 30% são feitas pelos usuários do iPhone. No caso do mobile, existe uma média de 50 mil acessos mensais.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host