UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/01/2010 - 20h28

Fundo de Índice do Ibovespa fecha 2009 com volume financeiro de R$ 3,84 bilhões

SÃO PAULO – O ETF (Exchange Traded Fund) ligado ao Ibovespa se estabeleceu como o maior fundo de índice da bolsa brasileira em 2009. No ano, as cotas do fundo, também chamado de iShares Ibovespa, responderam por 83,9% do volume total movimentado pelos quatro ETFs disponíveis na Bolsa – R$ 4,578 bilhões.

De acordo com a BM&F Bovespa, o BOVA11 (denominação do ETF) registrou 40.875 negócios que movimentaram 72,16 milhões de cotas no ano, com volume financeiro de R$ 3,843 bilhões. Com isso, com ampla margem, foi o fundo de índice mais procurado da bolsa brasileira.

O segundo ETF mais negociado foi o PIBB11 (Papéis de Índice Brasil Bovespa), com volume de R$ 0,698 bilhão. As cotas e as transações - 9,23 milhões e 18.026, respectivamente – também mostram valores muito menores do que o BOVA11. Os outros dois fundos, MILA11 (que acompanha o Índice MidLarge Cap) e SMAL11 (espelhado no Índice Small Cap), por sua vez, movimentaram juntos R$ 37,185 milhões.

Assim, os ETFs movimentaram, em 2009, R$4,578 bilhões, com 82,17 milhões de cotas em 59.460 transações. Os números, entretanto, ainda não têm base de comparação anual, pois foram lançados ao final de 2008 – fazendo com que grande parte dos números deste ano seja apenas referente ao PIBB11, que já existia anteriormente.

Investidores

Os investidores institucionais tiveram a maior participação no volume negociado no total dos fundos de índice da bolsa brasileira em 2009, com 41,6%. Em seguida, vêm as instituições financeiras (31,8%), os investidores estrangeiros (14,5%), as pessoas físicas (11,1%) e as empresas públicas e privadas (0,9%). 

Segundo a BM&F Bovespa, dados da World Federation of Exchanges (WFE) mostram que o número desse tipo de investimento subiu de 3.277 em dezembro de 2008 para 3.957 em novembro de 2009.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host