UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/01/2010 - 12h37

Combustíveis sobem em 2009, pressionados por alta de quase 15% do álcool

SÃO PAULO – Proprietários de veículos pagaram mais caro para abastecer o carro no ano passado, a não ser que tenham investido no GNV (gás natural veicular). 

Isso porque, de forma geral, o preço dos combustíveis aumentou 2,61% em 2009, puxado principalmente pela alta de 14,98% do álcool, causada pela queda na oferta. O aumento do preço foi tanto que o governo decidiu por diminuir o volume do álcool anidro na gasolina, de 25% para 20%, para disponibilizar mais álcool hidratado e conter o preço.

A gasolina também foi destaque em aumento de preços, já que pesou 2,06% mais no bolso dos motoristas em 2009. Já o GNV ficou 8,48% mais barato no período.

Cada capital

Os combustíveis encareceram mais, em 2009, em Curitiba (+6%) e em Fortaleza (+5,19%), enquanto em Porto Alegre e em Salvador foi registrada queda de preços, de 0,54% e 1,59%, respectivamente.

Porém, quando analisado o álcool, o maior aumento de preços foi em São Paulo, onde o combustível pesou 21,87% mais no bolso dos motoristas. Em Fortaleza, o aumento foi de 16,12%. Em nenhuma capital foi registrada queda de preços.

No caso da gasolina, os maiores aumentos foram em Fortaleza (+6,07%) e em Curitiba (+5,46%). Em Salvador, houve queda de 1,79%.

Em relação ao GNV, houve queda de 12,58% em Belo Horizonte, de 10,18% no Rio de Janeiro e de 2,68% em São Paulo, capitais para as quais se tem dados.

Dezembro

Em dezembro, os combustíveis ficaram 0,24% mais caros, pressionados não só pelo álcool (1,52%) e pela gasolina (1,52%), mas também pelo GNV (0,23%). Confira abaixo o comportamento dos preços de álcool e gasolina em cada capital: 

Variação do custo dos combustíveis

Dezembro/2009 
Capital Álcool Gasolina
Rio de Janeiro 1,56% 0,38%
Porto Alegre 0,53% -1,03%
Belo Horizonte 0,73% -0,35%
Recife 2,62% 5,15%
São Paulo 2,43% 0,42%
Distrito Federal -0,54% -0,17%
Belém 0,41% 0,77%
Fortaleza -0,24% -1,54%
Salvador -2,87% -1,30%
Curitiba -0,39% -0,04%
Goiânia 1,79% 1,06%
Nacional 1,52% 0,13%

Fonte: IBGE/IPCA

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host