UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/01/2010 - 17h35

Crédito para compras na internet atrai consumidores pela agilidade

SÃO PAULO – O crédito destinado ao financiamento de bens e serviços comprados pela internet tem crescido significativamente nos últimos meses.

Para se ter uma ideia, o Banco do Brasil divulgou que o BB Crediário Internet registrou em dezembro de 2009 um uso 64% maior do que o registrado em outubro do mesmo ano e bateu o recorde de concessões de sua criação.

Para o vice-presidente da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças), Miguel de Oliveira, tal modalidade de crédito tem apresentado esse crescimento em função de suas facilidades. “É um processo cômodo, o consumidor não precisa ir à agência ou assinar um contrato. Além disso, a rapidez na liberação, já que se trata de um crédito pré-aprovado, é mais um ponto a favor. Para fazer um crediário em uma loja física, por exemplo, o consumidor passa por um interrogatório, precisa levar um comprovante de renda e passar por uma aprovação de cadastro. Não ter que passar por isso seduz muito”, explica.

Taxas

Oliveira conta ainda que, ao contrário de outras modalidades de crédito fácil – como cartão de crédito e cheque especial, o crédito para financiamento no comércio eletrônico possui taxas não muito altas.

“Essas taxas se situam entre 4% e 4,5% ao mês, em média. Mas em algumas lojas chegam a 3%. Obviamente, essa taxa é mais alta do que a do crédito consignado, por exemplo, porém, é mais baixa que a maioria das taxas cobradas em crediários de lojas físicas, o que o torna vantajoso ao consumidor”.

Porém, o executivo alerta sobre a importância de pesquisar as condições oferecidas antes da contratação. “Não há dúvidas que modalidades de crédito que exigem menos informações para serem liberadas custam mais caro. A facilidade muitas vezes inclui um ônus. Nesse caso, as taxas não são tão altas porque o banco que oferece o dinheiro conhece o seu histórico como pagador. Porém, pesquisar nunca é demais e pode valer a pena comparar as condições oferecidas por outras instituições”.

Outro fator importante a ser observado é que, neste tipo de financiamento, os juros correm a partir do primeiro mês, enquanto no cartão de crédito muitas lojas oferecem parcelamento em 10 vezes sem juros. “Se você tem um cartão e consegue pagar sua mensalidade em dia, pagar no cartão pode ser a melhor solução. É preciso pesar todos os prós e contras”.

Expansão

O vice-presidente disse ainda não ter dúvidas de que, neste ano, essa modalidade de crédito vai se expandir ainda mais.

“Vários fatores vão contribuir com esse crescimento. As pessoas têm cada vez menos tempo, não querem ficar em uma fila em uma loja ou em um banco para comprar uma geladeira. Além disso, o comércio eletrônico por si só vai crescer. Ainda há muito internauta que não compra pela internet, e isso está mudando. Então, não há dúvidas, em 2010 e nos próximos anos, o crediário pela internet vai crescer”, finaliza.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host