UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

14/01/2010 - 11h45

Inflação do carro em 2009 é a maior dos últimos cinco anos

SÃO PAULO – Manter um veículo está cada vez mais caro. No ano passado, os motoristas pagaram 8,41% a mais para fazer a manutenção, pagar impostos e seguros do veículo, o maior reajuste dos últimos cinco anos, perdendo apenas para a variação de 2004, que ficou em 11,29%. Por mês, em média, os condutores gastaram R$ 851 durante todo o ano passado, de acordo com a Agência AutoInforme. 

Um dos principais responsáveis pelo aumento do gasto médio mensal foi a elevação dos produtos – peças e combustível – que ficaram 10,99% mais caros. Com eles, os condutores desembolsaram por mês, em média, R$ 423,01 no ano passado. Esse item é responsável por 49,71% dos gastos dos motoristas com o veículo. 

Os serviços encareceram 9,15% e foram responsáveis por um gasto médio mensal de R$ 195,16. Esse valor representou, em 2009, 22,93% do total desembolsado com a manutenção do carro. 

Já os valores dos seguros subiram 4,27% e, com eles, os gastos ficaram em R$ 190,01 por mês - 22,33% do total dos custos. Com impostos, os motoristas gastaram R$ 42,83, em média, por mês. 

Vilões

O álcool foi o vilão do aumento dos produtos em 2009, que encareceu 19,07% nos últimos 12 meses. De acordo com a AutoInforme, o álcool é responsável por 20,72% das despesas cotidianas dos motoristas.

Um dos fatores que fizeram do álcool um dos principais responsáveis pela alta dos gastos para manter o carro no ano passado foi o aumento da demanda pelo combustível, estimulado pelo crescimento da frota de veículos bicombustíveis. Aliado a isso, a grande ocorrência de chuvas, que prejudicaram as plantações de cana-de-açúcar, fizeram a oferta do produto cair. O resultado: preços elevados.

Não foi só o álcool que ajudou no incremento da inflação do carro. O aumento dos preços de alguns serviços de manutenção, como o do alinhamento e balanceamento, também ajudaram. Em 2009, os valores do primeiro item subiram 16,72%, ao passo que o preço do segundo ficou 15,42% mais caro.

Apesar disso, balanceamento e alinhamento não pesaram tanto no bolso dos condutores. Isso porque, juntos, eles representam apenas 1,31% dos gastos totais do motorista.

O estacionamento também pesou em 2009, já que encareceu 13,64% ao longo do ano passado. O preço do óleo motor também subiu e ajudou a encarecer a manutenção do veículo. A alta desse item foi de 9,87% nos últimos 12 meses.

Apesar desses aumentos expressivos, no ano passado foram registradas altas menores. O valor da gasolina, por exemplo, ficou 2,93% maior em 2009. Nada comparado ao aumento do álcool, mas também pesou nos gastos dos motoristas.

Uma lavagem simples ficou 3,16% mais cara no ano passado, ao passo que o filtro de ar encareceu 3,38%.


Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host