UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

14/01/2010 - 16h01

Em 2009, FGTS perde para inflação e tem a menor rentabilidade em 16 anos

SÃO PAULO – O rendimento do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) no ano passado foi de 3,9%, menor do que a inflação e o nível mais baixo em 16 anos, segundo dados divulgados pela CEF (Caixa Econômica Federal) nesta quinta-feira (14).

O fundo dos trabalhadores deve render 3% ao ano mais a TR (taxa referencial), de acordo com a Lei 8.036, de 1990. A TR é calculada a partir da média da correção dos CDBs (Certificados e Depósitos Bancários), que são influenciados pela taxa básica de juro, a Selic, que está em queda.

Em 2009, a inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), ficou em 4,2%, o que significa que o rendimento do dinheiro do trabalhador no fundo não compensa a perda do poder aquisitivo pela alta de preços.

FGTS x IPCA

Desde 1993, ano em que se tem dados da taxa referencial, o fundo rendeu 27.610,50%. Neste período, a inflação foi de 22.810,20%, conforme mostra a tabela abaixo:

 

FGTS x Inflação
Período TR + 3% a.a. IPCA
1993 471,3 456,9%
1994 1.246,1% 1.267,5%
1995 37,6% 22,6%
1996 13,4% 10,8%
1997 12,6% 5,3%
1998 11,7% 1,8
1999 9,4% 8,6%
2000 5,4% 6,0%
2001 5,2% 7,6%
2002 5,7% 10,9%
2003 8% 11%
2004 4,8% 7,2%
2005 5,9% 6,2%
2006 5,2% 3%
2007 4,6% 4,2%
2008 4,5% 6,4%
2008 3,9% 4,2%

Fonte: IBGE/IPCA

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host