UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/01/2010 - 09h02

Compra de imóvel à vista é maioria; financiamento com CEF atinge quase 27%

SÃO PAULO - A maior parte dos compradores de imóveis usados da cidade de São Paulo optou por pagar o bem à vista em novembro, segundo indicou pesquisa do Creci-SP (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo).

No penúltimo mês do ano passado, essa forma de pagamento correspondeu a 59,43% das vendas de imóveis, ante uma participação de 35,85% dos financiamentos com bancos.

Somente a CEF (Caixa Econômica Federal) atingiu, no período, 26,42% das vendas, sendo a principal instituição de financiamento. Os demais bancos ficaram com participação de 9,43% em novembro, percentual menor do que um mês antes, mas ainda considerado positivo para o presidente do Creci, José Augusto Viana Neto. "Significa que não recuaram do salto que deram em outubro, quando financiaram 9,28% das vendas e cravaram um crescimento histórico de 355% sobre os 2,04% de participação, registrados em setembro", afirmou.

Aquisição da casa própria

Além da aquisição à vista e do financiamento bancário, os paulistanos fizeram a compra por meio do consórcio, tendo esse tipo de negociação correspondido a 0,94% das vendas de novembro.

Já as negociações diretamente com o proprietário foram uma opção para 3,77% dos compradores.

Mais vendidos

Ainda de acordo com os dados, coletados em 399 imobiliárias pelo Creci-SP, no penúltimo mês do ano, os imóveis mais vendidos foram aqueles que custavam até R$ 200 mil, que responderam por 58,56%% dos negócios realizados.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host