UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/01/2010 - 13h10

Consórcios: Abac estima que número de comercializações alcance 2 milhões em 2009

SÃO PAULO – Nem a crise do ano passado abalou as comercializações de consórcios. Ao contrário, mesmo com a turbulência, o consumidor escolheu esse tipo de negócio como o meio de adquirir bens e serviços sem prejudicar o orçamento. Por conta disso, o volume de comercializações de novos consórcios, de todas as modalidades, deve fechar 2009 em cerca de 2 milhões.

“Havíamos projetado um crescimento entre 6% e 8%, face à crise internacional do último quadrimestre de 2008”, afirmou o presidente executivo da Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), Paulo Roberto Rossi. “Porém, o brasileiro, focado no desejo de comprar um bem ou serviço dentro do seu orçamento analisou os vários mecanismos de parcelamento e optou, em maior número, pelo Sistema de Consórcios”, completou, por meio de nota.

A projeção se baseia no último dado divulgado pela Abac, segundo o qual o número de novas comercializações somou 1,83 milhão até novembro – volume que já supera o acumulado de 2008, quando 1,62 milhão de novas cotas foram comercializadas.

Número de participantes cresce

Com relação ao número de participantes do Sistema de Consórcios, houve aumento de 5,5% em novembro, frente ao mesmo mês de 2008, passando de 3,6 milhões para 3,8 milhões. De janeiro a novembro do ano passado, 859,4 mil contemplações foram realizadas – 16,2% a mais que as registradas no mesmo período de 2008, quando foram 739,5 mil contemplações.

Diante dos bons números, a Abac espera um crescimento de 10% nas vendas neste ano. “Os consórcios são a melhor forma de poupar com objetivo definido, fato que tem feito do Sistema a alternativa para formar patrimônio, disciplinar os investimentos e obter vantagens no momento da aquisição do bem ou do serviço”, defende Rossi.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host