UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/01/2010 - 09h12

Para brasileiros, cuidar do ambiente é prioridade, ainda que prejudique economia

SÃO PAULO – O crescimento sustentável da economia deve ser a prioridade no País. A percepção é de 64% dos brasileiros entrevistados pelo Ibope Inteligência. Perguntados se o mais importante é preservar o meio ambiente a todo o custo, mesmo que isso prejudique um pouco a economia, ou crescer economicamente, gerando renda e emprego, ainda que isso prejudique um pouco o meio ambiente, a maioria dos pesquisados optou pela primeira resposta.

De acordo com o levantamento, grande parte dos que escolheram a primeira opção é jovem – 69% têm idade entre 16 e 24 anos. Dessa parcela ainda, 71% são das regiões Norte e Centro-Oeste. Da região Sudeste partiu a maior parcela dos entrevistados que acreditam que a prioridade é crescer economicamente, mesmo que o meio ambiente seja um pouco prejudicado.

Segundo o Ibope, 26% dos brasileiros escolheram essa resposta e desses, 30% são da região Sudeste e 30% têm nível escolar baixo – até a quarta série do primário.

Governo atento ao tema

A pesquisa também revelou que, para 41% dos pesquisados, o Governo Lula dá alguma importância ao tema da água e do meio ambiente. Outros 27% acreditam que o Executivo dá muita importância aos assuntos.

Dentre o total de brasileiros que analisam positivamente o Governo nessa questão (68%), 76% são do Nordeste.

Já 28% afirmam que Lula dá pouca ou nenhuma importância às questões ambientais. Desse total, 34% têm nível de Ensino Superior.

Preocupação

O Ibope traçou um perfil dos brasileiros que se preocupam com o meio ambiente. De acordo com o levantamento, dos 52% que são muito interessados pelo tema e também preocupados, 52% possuem Ensino Médio ou nível superior.

Além disso, grande parte (48%) reside na região Sudeste e 57% em cidades com mais de 100 mil habitantes. Além disso, 14% vivem em residências onde a renda é superior a 10 salários mínimos.

Sobre a pesquisa

O Ibope fez 2.002 entrevistas entre os dias 4 e 8 de dezembro do ano passado em 143 municípios do País. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

O objetivo da pesquisa era o de levantar, medir e analisar o interesse da população brasileira sobres questões ambientais. 

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host