UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 17h08

Previdência: aumento do mínimo teria sido principal causa de deficit em 2009

SÃO PAULO - O deficit de mais de R$ 43 bilhões na arrecadação da Previdência registrado em 2009 teria como uma de suas principais causas o aumento do salário mínimo, segundo informou o secretário de Políticas da Previdência Social, Helmut Schwartz.

De acordo com o secretário, houve deficit tanto na área urbana como na rural, sendo que entre janeiro e dezembro do ano passado a arrecadação foi de R$ 184,57 bilhões e as despesas chegaram a R$ 22,8,19 bilhões, o que gerou o montante de R$ 43,61 bilhões, 12,6% a mais do que o registrado em 2008.

"Houve necessidade de financiamento (deficit) da área rural de R$ 40 bilhões (no acumulado do ano) e na área urbana tivemos a necessidade de financiamento de R$ 2,6 bilhões. O deficit da área urbana é explicado pelo crescimento das despesas, em função dos reajustes antecipados em um mês", disse, conforme publicado pela Agência Brasil.

Arrecadação

Em dezembro, a arrecadação previdenciária foi de R$ 25,59 bilhões e as despesas com benefícios foram de R$ 23,83 bilhões.

Para 2010, a expectativa é positiva, mesmo com o aumento das despesas, motivado pelo reajuste do salário mínimo acima da inflação.

Mínimo

Em dezembro de 2009, cerca de 18,7 milhões dos benefícios pagos possuíam valor de até um salário mínimo, segundo Schwartz, sendo que o reajuste vai custar R$ 8 bilhões a mais para a Previdência.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host