UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 14h24

Telecom: mudança no grupo de Carlos Slim trará "onda de choques" e afetará Brasil

SÃO PAULO – A proposta de reestruturação acionária do grupo de telecomunicações de Carlos Slim pode ter repercussões no mercado acionário doméstico, ascendendo um sinal de alerta nos investidores, que sempre demonstram cautela ante mudanças.

Para a Itaú corretora, a reestruturação trará “ondas de choques” na América Latina, “devido a uma forte capacidade de agregação de serviços".

Fortalecer serviços agregados

O banco afirma que as reestruturações propostas farão com que o grupo de Slim – já sendo um player ativo em agregar serviços no país com a Net Serviços e Embratel – tenha uma maior “flexibilidade para fortalecer a oferta de serviços agregados".

Justificando tal flexibilidade, os analistas preveem uma elevação na velocidade de capturar a demanda reprimida por serviços integrados de TV paga e banda larga, provocando uma maior barreira contra possíveis novos entrantes no mercado de celulares e TV paga.

Impacto para os principais players

“Embora as ofertas da Net fiquem ainda mais fortes sobre a nova estrutura”, o Itaú mostra-se cauteloso em relação à companhia devido às “preocupações do mercado quanto aos direitos dos acionistas minoritários e a competições de curto prazo”, que podem afetar o upside (potencial de valorização) da Net.

Sobre uma possível fusão entre Vivo e Telesp, cujos controladores são Telefonica  e Portugal Telecom, o banco acredita que poderia haver a mescla entre o melhor das duas companhias. A sólida geração de caixa proveniente da Telesp e o know-how da Vivo no que tange o mercado consumidor. “Acreditamos que todos os acionistas [das quatro companhias] poderão se beneficiar".

Posição desmascarada

Já quanto a TIM, embora tenha “posição competitiva mais fraca” frente ao poderio de integração de serviço do grupo de Slim, os investidores poderão ter uma “clara noção de onde a virada de companhia chegou.” Isso pelo fato de os papéis da TIM estarem sendo julgados frente à possibilidade da empresa de reestruturar seu setor de TI e da possível viabilidade de agregação dos serviços

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host