UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/01/2010 - 09h28

Condição favorável do crédito faz subir intenção de comprar a prazo

SÃO PAULO – A intenção de comprar a prazo das famílias brasileiras cresceu no começo de 2010, revelou a Fecomercio-SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo).

O fato está relacionado à melhora no crédito, já que as concessões estão crescendo sistematicamente e as taxas de juros cobradas à pessoa física chegaram ao menor patamar histórico.

O indicador de compra a prazo atingiu 158,9 pontos em janeiro deste ano, alta de 7% frente a dezembro, quando estava em 148,6 pontos.

Indicadores em geral

A perspectiva de comprar mais a prazo ainda está relacionada à melhora de outros indicadores, como o de emprego atual, que subiu 3,7% para 142,4 pontos em janeiro.

O de renda atual, por sua vez, subiu 5,1% para 153,9 pontos no início do ano, enquanto o nível de consumo cresceu 6,7% para 109,9 pontos.

Quando analisada a perspectiva de consumo, a alta foi de 2,5%, para 142 pontos. Houve queda, porém, nos índices de perspectiva profissional, de 4,6% para 122,1 pontos, e de momento para compra de bens duráveis, de 0,4% para 141,6 pontos.

Os indicadores da Fecomercio funcionam da seguinte forma: abaixo de 100 pontos, revelam uma percepção de insatisfação e, acima deste patamar, indicam satisfação, que pode chegar a 200 pontos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host