UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

29/01/2010 - 17h19

Inadimplência em condomínios cresce 6,13% em dezembro de 2009

 SÃO PAULO - O número de ações contra inadimplentes em condomínios subiu 6,13% entre os meses de novembro e dezembro do ano passado, segundo levantamento realizado pelo Grupo Hubert.

No entanto, desde julho de 2008, quando a lei 13.160 - que permite o protesto do boleto de cobrança de condomínios - passou a vigorar, a taxa de inadimplência condominial acumula queda de 32,53%.

O diretor do grupo Hubert, Hubert Gebara, afirma que a lei está conseguindo seu objetivo e, em alguns casos, mudando o comportamento de condôminos maus pagadores, que agora receiam ter seus nomes apontados nos serviços de proteção ao crédito.

"A lei da deputada Maria Lúcia Amary minimizou a difícil situação dos condomínios, quando o boleto não podia ser protestado e muitos condôminos davam preferência ao pagamento de contas cujo atraso geram juros mais altos”, declarou Gebara.

Ações

Segundo o levantamento, o número de ações por falta de pagamento em dezembro atingiu 952, ante as 879 de novembro. Na comparação com dezembro de 2008,  a variação é de 45,57%, já que na época o número registrado de ações foi de 654.

Veja, na tabela abaixo, o número de ações registradas em todo o ano de 2009 e a variação em relação ao mês imediatamente anterior:

Inadimplência em condomínios

de janeiro a dezembro de 2009
Mês Número de ações Variação em relação

ao mês anterior
Janeiro/09 726 11,01%
Fevereiro/09 859 18,32%
Março/09 1.283 49,36%
Abril/09 833 -35%
Maio/09 800 -3,97%
Junho/09 1.113 39,13%
Julho/09 965 -13,29%
Agosto/09 1.074 11,30%
Setembro/09 1.065 -0,84%
Outubro/09 910 -14,55

Novembro/09 879

-3,41

Dezembro/09 952 6,13%

Fonte: Grupo Hubert

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host