UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

29/01/2010 - 09h15

Ministro diz que IPI reduzido não será renovado

SÃO PAULO – Em entrevista a jornalistas brasileiros presentes em Zurique, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse, na última quinta-feira (28), que o benefício do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido para linha branca e automóveis não será renovado.


De acordo com o ministro, a economia brasileira está crescendo e não necessita mais da ajuda do Estado. Com a decisão, a equipe de Mantega espera contribuir para evitar a alta dos juros já prevista pelo mercado financeiro.

IPI

O benefício do IPI reduzido para produtos da linha branca termina no próximo domingo (31). Contudo, algumas das grandes empresas varejistas do país, como o Walmart, o Grupo Pão de Açúcar e o Carrefour garantem a manutenção dos preços reduzidos em todos os produtos envolvidos até o final dos estoques.

No caso dos automóveis, o término do benefício está previsto para março.

A desoneração do IPI começou a ser adotada pelo governo em dezembro de 2008, com o objetivo de diminuir os efeitos da crise financeira internacional. Na ocasião, os automóvies foram os grandes beneficiados. Mais tarde outros setores também foram beneficiados pela desoneração do imposto, como a indústria moveleira, os caminhões e a construção civil.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host