UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/02/2010 - 16h20

Na volta às aulas, pais devem ter cuidado para não arcar com multas de trânsito

SÃO PAULO – Na volta às aulas, o orçamento pode ficar ainda mais apertado, se os pais descumprirem algumas regras de trânsito na hora de deixar os filhos na escola. A partir desta segunda-feira (1), a CET (Companhia de Engenharia e Tráfego) implantou a Operação Volta às Aulas para reforçar a fiscalização em São Paulo. Por isso, é preciso ficar atento para que as multas também não passem a fazer parte do orçamento durante o ano letivo.

De acordo com a companhia, as principais infrações cometidas pelos pais na hora de deixar os filhos na escola é estacionar em fila dupla e outros estacionamentos irregulares. Para se ter uma ideia do prejuízo, a primeira infração gera multa de R$ 127,69 e mais cinco pontos na carteira.

Estacionar em local proibido, comum no retorno ao ano letivo, também gera um prejuízo de R$ 85,13 e mais quatro pontos na carteira. A multa para quem estaciona sobre calçadas é de R$ 127,69 e o motorista ainda leva cinco pontos como punição.

Outras infrações

Na hora de estacionar, parar na faixa de pedestres na mudança de semáforo gera multa de R$ 85,13 e mais quatro pontos na carteira. Fique atento também na hora do desembarque da criança. Mesmo se for só para o filho sair do carro, fechar o cruzamento também é infração e, por causa dela, os pais devem arcar com R$ 85,13 e ainda com quatro pontos.

Atrasos são comuns nos primeiros dias de aula, mas ultrapassar o sinal vermelho não será a solução do problema e apenas gerará mais uma multa, de R$ 191,54 e sete pontos na carteira. Dirigir falando ao celular, além de comprometer a segurança, dá multa de R$ 85,13.

Se estiver atrasado para pegar os filhos na escola, vá de transporte público, já que desrespeitar o horário de restrição no centro expandido gera multa de R$ 85,13.

Dirigindo com segurança

Para não ter prejuízos no retorno às aulas, a CET faz algumas recomendações aos pais. Crianças só podem ser transportadas no banco traseiro ou em assentos apropriados e com cinto de segurança. Para quem estiver sem o cinto, a multa é de R$ 127,69 mais cinco pontos na carteira de habilitação.

O órgão também recomenda aos pais para que não obstruam o trânsito ou comprometam a segurança. Na hora do embarque e desembarque, sempre o faça do lado da calçada – é mais seguro.

Outra medida que aumenta a segurança é reduzir a velocidade, quando estiver perto de escolas e locais de grande movimentação de pedestres, bem como não parar sobre a faixa e respeitar a travessia de escolares.

Além de garantirem a segurança de pais e filhos no retorno às aulas, todas essas medidas evitam prejuízos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host