UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/02/2010 - 12h22

Tecnologia deve baixar preços de microsseguros nos próximos cinco anos

SÃO PAULO – Nos próximos cinco anos, a tecnologia deve baixar os preços e aumentar o acesso da população de países em desenvolvimento ao microsseguro, segundo revelam estimativas da OIT (Organização Internacional do Trabalho).

Na última sexta-feira (29), a entidade firmou parceria com a Z Zurich Foundation para melhorar o acesso e reduzir os custos dos seguros para a população de baixa-renda.

Na opinião da OIT, uma das grandes dificuldades da implementação do microsseguro nos países em desenvolvimento são os altos custos administrativos.

Brasil

Segundo informações da Susep (Superintendência de Seguros Privados), o brasileiro poderá contar com o microsseguro até abril deste ano.

Os preços, de acordo com o superintendente da instituição, Armando Vergílio, devem ficar entre R$ 5 e R$ 10 por mês, dependendo do produto.

Apólices de acidentes pessoais, auxílio funeral, proteção do microcrédito e seguro prestamista, que garante o crédito, no caso de perda de emprego ou incapacidade temporária, devem ser os principais focos do microsseguro no Brasil.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host