UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/02/2010 - 12h04

Intenção de compra do paulistano no 1º trimestre é a maior desde 1999

SÃO PAULO - O número de consumidores paulistanos que pretendem fazer algum tipo de compra no varejo no primeiro trimestre deste ano aumentou e registrou recorde, segundo dados do Provar/Fia (Programa de Administração de Varejo da Fundação Instituto de Administração), divulgados nesta terça-feira (9). Na comparação com o mesmo período do ano passado, o índice de intenção de compra passou de 66,6% para 77,2% - maior intenção registrada desde o quarto trimestre de 1999.

 
Segundo a pesquisa, na comparação com o trimestre anterior (outubro a dezembro de 2009), também houve acréscimo. De acordo com o coordenador geral do Provar/Fia, Cláudio Felisoni, há um aumento expressivo na intenção de compra a crédito.

“Apesar de não ser um trimestre com grandes datas comemorativas, nota-se que há relevante ampliação na intenção de compras, grande parte delas com maior índice de gasto”, afirmou, por meio de nota. “Como é o caso de automóveis e motos, cujo percentual de aquisição por meio de financiamento saltou de 73,3% para 86,8% em relação ao quarto trimestre de 2009”. 

A pesquisa foi realizada com uma amostra de 500 consumidores adultos da cidade de São Paulo. 

Produtos mais procurados

Considerando as categorias de compras, a pesquisa revelou que, das 10 categorias analisadas, sete apresentaram incremento na intenção de compra neste trimestre na comparação com o último período de 2009.

Entre os produtos que lideram a intenção de compra do consumidor até março estão itens de Cine e Foto, cuja intenção dos paulistanos alcança 14%, seguidos por itens de Informática (13,2%), além de produtos de Telefonia e Celulares (12%) - esta cesta registrou um aumento de 87,5% na intenção na comparação com o primeiro trimestre de 2009.

Ainda entre os destaques, produtos da Linha Branca também registraram incremento na intenção de compra, passando de 9,8%, registrados no último trimestre de 2009, para 10% neste trimestre. A intenção dos paulistanos de comprar móveis passou de 9,4% para 10% no mesmo período.

Material de Construção (de 8% para 10,6%), eletroportáteis (de 2,6% para 3,8%) e automóveis (de 6% para 7,6%) também registraram aumento entre o último trimestre do ano passado e o primeiro período deste ano.

Apenas produtos de cama, mesa e banho e eletroeletrônicos registraram queda no período. No primeiro caso, a intenção de compra passou de 4,6% para 3,6%, ao passo que no segundo caso, a intenção passou de 10,8% para 9,2%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host