UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/02/2010 - 10h14

Etanol influenciou aumento de 2,7% do consumo de combustíveis em 2009

SÃO PAULO – O consumo de etanol foi o principal responsável pelo aumento de consumo de combustíveis no ano passado. De acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo), em 2009, o Brasil consumiu 108,8 bilhões de litros de combustíveis. Na comparação com 2008, quando foram consumidos 105,9 bilhões de litros, a elevação foi de 2,7%.

Somente o consumo de etanol hidratado aumentou 23,9%. No ano passado, foram consumidos 16,4 bilhões de litros, contra 13,2 bilhões referentes a 2008.

Já o consumo de etanol anidro, aquele que é misturado à gasolina, passou de 6,2 bilhões em 2008 para 6,3 bilhões no ano passado – um incremento de 0,9%.

Renováveis

Segundo os dados da agência, a participação no mercado dos combustíveis renováveis aumentou e no ano passado alcançou 22,3% da matriz brasileira. Na comparação com 2008, quando esses combustíveis representavam 19,5% do consumo, o aumento foi de 14%.

O consumo de biodiesel também aumentou e passou de 1,1 bilhão em 2008 para 1,5 bilhão de litros no ano passado – um aumento de 39,1%.

De acordo com a ANP, esse aumento deve-se, sobretudo, à elevação do percentual de álcool misturado ao diesel, que passou  para 4% no segundo semestre do ano passado.

Outros combustíveis

Os principais combustíveis que compõem a matriz energética do País também registraram variação do consumo em 2009. Segundo a ANP, foram consumidos 25,4 bilhões de litros de gasolina C, um aumento de 0,9%, frente aos 25,1 bilhões registrados em 2008.

Já o GLP registrou redução de consumo, de 1,2%, passando de 12,2 milhões de metros cúbicos consumidos em 2008 para 12,1 milhões de 2009.

O diesel também registrou queda. No ano passado, foram consumidos 44,2 bilhões de litros do combustível, contra 44,7 bilhões de 2008 – uma queda de 1%.

O óleo combustível também foi menos consumido em 2009 e registrou queda de 3,2% passando de 5,1 bilhões para 5 bilhões de litros em um ano. O consumo do querosene de aviação, por sua vez, cresceu, 3,8%, ao passar de 5,2 bilhões de litros para 5,4 bilhões.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host