UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 17h45

Projeto prevê que gastos com veterinários sejam deduzidos do IR

SÃO PAULO – Quem tem animal de estimação pode vir a se beneficiar dos gastos com veterinário.

Isso porque tramita na Câmara dos Deputados um Projeto de Lei de autoria do deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), que inclui as despesas veterinárias nas deduções da base de cálculo do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física).

A proposta, que será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania, tem como objetivo, conforme publicado pela Agência Câmara, desestimular o abandono e criar incentivos para a adoção de animais de estimação, especialmente daqueles portadores de doença.

Gastos

De acordo com a Anfal Pet (Associação Nacional dos Fabricantes de Alimentos para Animais de Estimação), os gastos mensais para manter um cachorro, por exemplo, giram em torno de R$ 350.

Entre as despesas, estão idas ao veterinário (R$ 60, por consulta, em média), banho (R$ 18 por vez), tosa (de R$ 30 a R$ 50, dependendo do tipo, com máquina ou tesoura) mais brinquedos, acessórios, medicamentos e alimentação.

Ainda segundo a entidade, o item alimentação é o que pesa mais no bolso de quem possui um animal de companhia, já que ele equivale a 74% dos gastos, que variam conforme a raça e o porte do cão.

As despesas com serviços consomem 13% do orçamento dedicado ao animal, medicamentos, higiene e embelezamento, 8%, e acessórios, 5%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host