UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/02/2010 - 08h51

Alemanha traz bons dados sobre trabalho; empréstimos caem na Zona do Euro

SÃO PAULO – O mercado de trabalho na Alemanha teve certa trégua em fevereiro, com 7 mil postos tendo sido cortados no período – com ajuste sazonal –, número bem abaixo do esperado, que era de 20 mil postos.

Com isso, a taxa de desemprego subiu 0,1 ponto percentual, atingindo 8,2%. A alta já era esperada e veio em linha com as projeções dos analistas. Sem ajustes sazonais, o número de desempregados subiu 26 mil frente a janeiro, para 3,643 milhões.

Os dados foram divulgados pelo Escritório Federal de Trabalho do país nesta quinta-feira (25).



Confiança e empréstimos

Enquanto isso, o volume de empréstimos ao setor privado na Zona do Euro recuou 0,6% em janeiro, na base anual de comparação, segundo dados do BCE (Banco Central Europeu). Os empréstimos destinados a empresas fora do setor financeiro caíram 2,7%. Já o indicador M3 revelou crescimento de 0,1%.

Por último, a confiança econômica da Zona do Euro apresentou leve queda no decorrer de fevereiro, ao passar de 96 pontos em janeiro para 95,9 pontos. A baixa revela o primeiro declínio em 10 meses de altas consecutivas. Já confiança do consumidor caiu um ponto, somando 17 negativos.

Entenda os “M”s

Os “M”s são agregados monetários e são divididos da seguinte forma na Zona do Euro:

  • M1: Moeda em circulação + depósitos overnight;
  • M2: M1 + depósitos com uma maturidade até 2 anos + depósitos desmobilizáveis com um pré-aviso até 3 meses;
  • M3: M2 + Repos + Fundos de tesouraria + Instrumentos de dívida com maturidade até 2 anos;

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host