UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/02/2010 - 12h54

BM&F Bovespa: fraco resultado leva corretora a rebaixar recomendação

SÃO PAULO – Após a BM&FBovespa ter reportado seus resultados obtidos ao longo do quarto trimestre de 2009, a Itaú Securities rebaixou sua recomendação dos papéis da companhia para marketperform (desempenho pareado à média do mercado) devido a sua performance operacional “mais fraca do que o esperado”, segundo o banco. 

No entanto, o preço-alvo para os ativos da companhia foi mantido na faixa dos R$ 16,60 ao final de 2010.

Aquém das projeções

Os analistas avaliam que o Ebitda (geração operacional de caixa) auferido no intervalo foi 7,6% menor do que suas projeções, revelando crescimento de “apenas” 5,5% ante o trimestre imediatamente anterior. Outro resultado abaixo das expectativas veio no lucro líquido de R$ 220 milhões - 22% aquém das prévias do banco.

Além disso, o crescimento de 10,6% nas receitas líquidas foi visto “sem grandes surpresas” pelo Itaú, uma vez que, simultaneamente, houve uma forte expansão nas despesas de 22,7% – 9% acima do esperado pelo banco. O aumento nos gastos foi puxado pela folha de pagamento, processamento de dados e serviços terceirizados. 

Ademais, os analistas também mostraram-se menos otimistas nas ações da companhia ante ao anúncio de seu guidance para este ano. Nele, há a previsão de despesas de R$ 550 milhões, 23% maiores que as de 2009 e 20% acima das projeções dos analistas, provenientes de gastos com tecnologia da informação, serviços pós-negociações e crescimento da base de clientes. 

Esperanças no longo prazo

“Acreditamos que BVMF está tomando uma decisão vitoriosa acerca dos investimentos em sua infra-estrutura, que são necessários para sustentar o crescimento futuro. No entanto, esta escolha tem um efeito negativo no curto e médio prazo que, a nosso ver, representa um pequeno upside sobre o quadro relatado no 4T09”, observam os analistas.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host