UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/02/2010 - 14h10

Para 70% dos brasileiros, dinheiro é mais importante hoje do que antigamente

SÃO PAULO – A maior parte dos brasileiros (70%) acredita que o dinheiro é mais importante nos dias de hoje do que anteriormente, segundo revela pesquisa da Reuters conduzida pela Ipsos.

De acordo com o estudo, apenas 30% dos entrevistados do Brasil discordam de tal ideia, sendo que o País está em sétimo lugar no ranking dos que atribuem importância maior ao dinheiro hoje em dia.

À frente do Brasil, estão países que, conforme o estudo, colocam o maior peso no dinheiro como fator determinante do sucesso: Coreia do Sul (84%), Japão (84%), China (84%), Índia (78%), Rússia (72%) e Turquia (71%).

Na outra ponta

Em contrapartida, Holanda (50%), México (52%), Alemanha (54%), Grã Bretanha (56%), Bélgica (57%) e Canadá (57%) formam o conjunto de países onde os cidadão estão menos inclinados a dizer que o dinheiro é mais importante para eles nos dias de hoje do que anteriormente.

O levantamento foi realizado em 23 países e ouviu mais de 24 mil adultos, sendo mais de mil por país. De modo geral, 65% dos entrevistados concordam que o dinheiro é mais importante para eles nos dias de hoje.

Destes, o percentual é de 65% entre os homens e 64% entre as mulheres. No que diz respeito à idade, a importância é maior para os que têm menos de 35 anos (71%), seguidos por aqueles que estão na faixa etária dos 35 aos 54 anos (61%) e os que têm mais de 55 anos (52%).

Por faixa de renda, os percentuais são os seguintes: 64% para os de menor renda, 65% para os de renda intermediária e 66% para aqueles com rendimentos maiores.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host