UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/02/2010 - 14h42

Analistas recebem de forma neutra os resultados trimestrais da Klabin

SÃO PAULO – A Klabin  (KLBN4) divulgou na última quinta-feira (25) seu resultado referente ao quarto trimestre de 2009, cujos principais números e demonstrativos foram recebidos de forma neutra pelos analistas.

Segundo a Spinelli, apesar do balanço ter vindo pior que o esperado por conta da pressão das margens pelo aumento dos custos e aquisição de matérias-primas, o maior volume de vendas e a redução do endividamento foram aspectos positivos na performance da Klabin.

Boas perspectivas, mas cautela

O Credit Suisse também esperava melhores resultados da empresa e sugere cautela em relação a seus papéis, mas compartilha de perspectivas otimistas para 2010, com sinais saudáveis de demanda tanto interna quanto externa.

A Ativa, por sua vez, considera que a demanda lá fora ainda não se recuperou da crise, o que tem prejudicado a atuação da Klabin nesse mercado. Entretanto, a equipe vê com bons olhos a "dinâmica positiva do mercado doméstico, que está mantendo bons níveis de vendas e margens à Klabin".

Potencial de valorização

O Citi é outra equipe que recebeu com neutralidade o desempenho da Klabin. "A despeito da queda na rentabilidade, a companhia reportou volumes e preços melhores que o esperado", ponderam os analistas do banco de investimentos.

A equipe estima que as ações preferenciais da empresa devam chegar a R$ 5,50 ao final de 2010, um potencial de valorização de 12,9%, tendo como base a cotação de fechamento da ultima quinta-feira. Já, o Credit Suisse projeta preço-alvo de R$ 3,20, o que representaria um downside de 34,2%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host