UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/02/2010 - 09h42

Preço do etanol sobe 1,32% para os paulistas, apesar da queda para o produtor

SÃO PAULO – Mesmo com a queda do preço do etanol para os produtores do combustível, os consumidores paulistas sentiram um aumento do valor do litro nos postos. Nas últimas quatro semanas, o valor do etanol caiu 9,5% para o produtor, mas subiu 1,32% na bomba.

De acordo com dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), compilados pela Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar), se a queda fosse repassada aos consumidores, a competitividade do etanol frente à gasolina aumentaria. Para ser vantajoso, o preço do litro do derivado de cana-de-açúcar tem de representar até 70% do valor do litro da gasolina.

Considerando a semana compreendida entre os dias 15 e 19 de fevereiro, a relação etanol/gasolina era de 73%. Caso a queda de 9,5% tivesse sido repassada, o percentual ficaria em 68% - ou seja, o derivado da cana seria vantajoso.

Vendas elevadas

Apesar do aumento na bomba, o consumo de etanol cresceu. Na primeira quinzena de fevereiro, 436,85 milhões de litros do combustível foram comercializados pelas unidades produtoras, contra 427 milhões registrados na quinzena anterior. Na comparação entre os dois períodos, houve incremento de 2,25% nas vendas de etanol hidratado.

Para a ANP, mesmo com os aumentos sucessivos no valor do litro do combustível, os consumidores reconhecem as vantagens sociais e ambientais do etanol.

As vendas pelas unidades produtoras totalizaram 717,08 milhões de litros na primeira quinzena de fevereiro. No mercado doméstico, as vendas somaram 707,89 milhões.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host