UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/03/2010 - 09h40

Aumento do compulsório deve fazer com que crédito recue neste semestre

SÃO PAULO – A concessão de crédito ao consumidor deve desacelerar durante o primeiro semestre de 2010, especialmente ao longo do segundo trimestre. Um dos motivos para a possível queda é a decisão do Banco Central em aumentar o volume de recolhimentos compulsórios sobre os depósitos à vista e a prazo.

Essa decisão também deve afetar as concessões de crédito às empresas, que até então vinham seguindo uma trajetória de normalização. Os dados são dos indicadores Serasa Experian de Perspectiva de Crédito ao Consumidor e Perspectiva de Crédito às Empresas, divulgados nesta segunda-feira (1º).

De acordo com os dados, em janeiro, a perspectiva de concessão de crédito ao consumidor recuou 0,9%, registrando a quarta queda mensal consecutiva e atingindo o valor de 102,5. Já as perspectivas de crédito às empresas registrou queda de 0,5%, atingindo o valor de 98,3. 

Queda será maior para consumidor

Os técnicos da Serasa acreditam que o ritmo de concessões de crédito deve apresentar arrefecimento durante o próximo trimestre mais para os consumidores que para as empresas.

No caso da perspectiva de crédito aos consumidores, mesmo com a queda, o número está acima do nível 100, o que revela que a desaceleração se dará de forma gradual. Segundo os técnicos da Serasa, essas quedas não devem se assemelhar às restrições verificadas entre o final de 2008 e boa parte de 2009, quando os impactos da crise financeira sob a economia eram fortes.

Considerando as empresas, a oscilação do indicador ao redor do nível 100 vinha ocorrendo durante todo o segundo semestre do ano passado e seria um dos fatores que revelam a trajetória de normalização.

Além do aumento do compulsório, dentre os motivos para o menor ritmo de crescimento do crédito aos consumidores e das empresas estão a retirada dos estímulos fiscais às aquisições de eletroeletrônicos e automóveis e as elevações da taxa de juros para o mercado futuro.

Sobre os indicadores

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva de Crédito ao Consumidor tem o objetivo de antever, em um horizonte de seis meses, as concessões reais de crédito ao consumidor.

Já o Indicador Serasa Experian de Perspectiva de Crédito às Empresas tem o objetivo de antever, em um horizonte de seis meses, em que fase do ciclo estarão a atividade econômica, as concessões reais de crédito às empresas e a inadimplência delas.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host