UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/03/2010 - 13h06

Lobão: não interessa ao governo uso de FGTS na capitalização da Petrobras

SÃO PAULO – O ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, afirmou nesta quinta-feira (4) que o governo não tem interesse em permitir aos trabalhadores usar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para compra de ações da Petrobras.

“Não é oportuno misturar o assunto com a expectativa de lucro dos trabalhadores que desejam ganhar com a valorização das ações”, disse o ministro, segundo a Agência Brasil, durante o programa Bom Dia, Ministro, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Ele afirmou ainda que tramita no Congresso uma proposta permitindo que os trabalhadores apliquem parte do FGTS na compra de ações, como já aconteceu no passado com a Petrobras e a Companhia Vale do Rio Doce.

Governo

A possibilidade de uso do FGTS na capitalização da Petrobras foi aprovada na Câmara na quarta-feira (3). O investimento, por sua vez, está limitado aos já acionistas da empresa, que poderão alocar até 30% do saldo da conta vinculada para a aquisição de ações da estatal.

Antes do anúncio da medida, o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, havia dito que, se o uso do FGTS no processo de capitalização fosse aprovado, seria barrado no Senado.

Mesmo se o Senado aprovar a medida, ela ainda pode ser barrada no governo, possibilidade que não foi descartada pelo deputado José Genoíno (PT-SP), que fez questão de ressaltar que o acordo feito foi só no âmbito da Câmara dos Deputados.

“Nós estamos fazendo um acordo no âmbito da Câmara; isso não significa que o governo vá vetar ou não. A oposição quer o nosso compromisso de que o governo não vetará, mas nós não podemos assumir esse compromisso”, disse, segundo a Agência Câmara.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host