UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/03/2010 - 12h16

Volume de cheques devolvidos cai quase 4% em fevereiro

SÃO PAULO – Em fevereiro, a quantidade de cheques devolvidos por falta de fundos caiu 3,93% em relação a janeiro. Na comparação com o mesmo mês de 2009, o volume diminuiu ainda mais, 26,73%.

De acordo com levantamento da Equifax, divulgado nesta quinta-feira (4), em fevereiro, foram devolvidos pouco mais de 1,609 milhão de cheques por falta de fundos.

Para a entidade, o recuo na devolução de cheques é resultado da recuperação econômica e da queda da inadimplência registrada no segundo mês do ano. A queda das taxas de juros praticadas no comércio, o crescimento da renda real das famílias e a expansão do crédito também contribuíram para o resultado.

Queda deve continuar

Segundo a entidade, essa tendência de queda pode continuar ao longo deste ano, uma vez que as condições financeiras das famílias devem facilitar o pagamento.

O único empecilho, de acordo com a Equifax, é a provável alta da taxa básica de juro. Porém, a entidade ressalta que tal aumento pode não ter forças para reverter a linha de tendência verificada nos últimos meses.

Títulos protestados

O levantamento mostra ainda que o número de títulos protestados em fevereiro totalizou 612,2 mil, uma queda de 21,05% ante janeiro. Na comparação com fevereiro de 2009, quando foram protestados 720,2 mil títulos, houve queda de 15%.

De acordo com a Equifax, a queda deve-se à melhora da condição de pagamento dos agentes econômicos, tanto de pessoa física como de jurídica.

Sobre a pesquisa

A análise de inadimplência da Equifax é baseada em informações públicas fornecidas pelo Banco Central, por meio de cartórios, juntas comerciais, fóruns e a partir das transações comerciais realizadas por 28 mil clientes em todo o País.

O banco de dados registra 338,8 milhões de informações positivas, 121 milhões sobre cheques sem fundos, 31,5 milhões de títulos protestados, 137,7 mil informações sobre falências, concordatas e recuperações judiciais e 8,7 mil registros de empresas golpistas.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host