UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/03/2010 - 16h01

Às escuras: Hora do Planeta quer conscientizar sobre mudanças climáticas

SÃO PAULO – A edição 2010 da Hora do Planeta acontecerá no próximo dia 27 de março, entre as 20h30 e 21h30, e terá a cidade do Rio de Janeiro novamente como sede-nacional.

No ano Internacional da Biodiversidade, o evento, que tem como característica apagar as luzes por uma hora, espera conscientizar a sociedade sobre a importância da conservação e recuperação das matas, florestas e recursos hídricos nacionais como forma de proteção e adaptação contra as mudanças climáticas, bem como para reduzir as emissões de gases do efeito estufa causadas pelo desmatamento.

“A Hora do Planeta é um movimento de todos nós. Ele une cidades, empresas e indivíduos para demonstrar às lideranças mundiais e, principalmente, para mostrar uns aos outros, que queremos uma solução contra o aquecimento global. É uma oportunidade única para nós, brasileiros, de nos unirmos com a comunidade global em uma única voz para combater as mudanças climáticas”, disse a secretária-gral do WWF-Brasil, Denise Hamú.

Largada na China

Este ano, a campanha mundial da Hora do Planeta teve seu lançamento na China, na cidade de Chengdu, município natal da ursa panda Mei Lan, embaixadora mundial do movimento.

Em 2009, mais de 1 milhão de pessoas em todo o mundo participaram do evento, com 4088 cidades de 88 países. No Brasil, houve a adesão de 113 cidades, incluindo 13 capitais, sendo que ícones como o Cristo Redentor, a Ponte Estaiada, o Congresso Nacional e o Teatro Amazonas ficaram no escuro por uma hora.

Este ano, a WWF, organizadora do movimento, espera aumentar o número de cidades aderentes. Segundo a assessoria de imprensa da entidade, até o momento, dentre as capitais brasileiras, somente o Rio de Janeiro confirmou a participação e no próximo dia 27 irá desligar os refletores do Cristo Redentor, da praia de Copacabana, do Arpoador, da igreja Nossa Senhora da Penha, do morro do Pão de Açúcar, da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e do Jockey Club Brasileiro.

Bem ao planeta, economia para o bolso!

Desligar as luzes e os equipamentos eletrônicos por uma hora será um movimento simbólico para conscientizar as pessoas da importância do combate ao aquecimento global. Pois se cada um fizer a sua parte, a consequência será maravilhosa.

E, para que isso ocorra, saiba que pequenas atitudes fazem toda a diferença, tanto para o futuro do planeta quanto para o seu orçamento também. Confira algumas dicas e boa economia!

  • Lâmpada: trocar a incandescente pela fluorescente proporciona economia de 15% na conta de luz, segundo estudo da Coppe/UFRJ (Centro de Pesquisa e Estudo de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro).
  •  Equipamentos novos: troque os antigos pelos sistemas novos e eficientes. Uma boa dica é ficar atento ao Selo Procel de Economia, pois ele indica os equipamentos com os melhores índices de eficiência energética em suas categorias.
  •  Eletroeletrônicos: a dica é desligar qualquer eletrônico, desde a televisão até o computador, quando ele não estiver sendo usado.
  •  Stand by: quando os aparelhos estão no modo de espera, gastam pouco menos do que quando estão em funcionamento. O segredo é desligá-los no botão.
  •  Geladeira: quando for abrir a geladeira, retire de uma só vez todos os alimentos de que vai necessitar e evite guardá-los quentes no refrigerador ou no freezer. Regule o termostato adequadamente e verifique se a borracha de vedação da porta está em bom estado, para evitar a fuga de ar frio.
  •  Chuveiro: por mais tentador que seja, não se prolongue no banho e não tente aproveitar uma resistência queimada, pois isso acarretará aumento de consumo.
  •  Energia renovável: utilize a solar ou a eólica, sempre que possível. Segundo estudo do Greenpeace, o uso desses aquecimentos em um edifício antigo pode cortar os gastos com energia em até 80%.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host