UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/03/2010 - 13h38

Em janeiro, de cada mil imóveis residenciais em oferta, 113 foram vendidos

SÃO PAULO - As vendas de imóveis nunca foram tão aquecidas em um mês de janeiro como o ocorrido neste ano. Enquanto no ano passado apenas 5,5% dos imóveis ofertados na capital paulista foram comercializados no primeiro mês de 2009, em janeiro deste ano, o indicador VSO (Vendas sobre Oferta) atingiu 11,3% - ou seja, de cada mil imóveis residenciais em oferta, 113 foram vendidos.

Segundo o Secovi-SP (Sindicato da Habitação), o resultado do ano passado foi baixo devido à crise financeira internacional. Mas este ano, o resultado foi o maior para o período na série histórica da pesquisa.

O volume de unidades vendidas em janeiro também ficou acima dos resultados referentes ao primeiro mês do ano desde a mudança da metodologia da Pesquisa, ocorrida em 2004. A comercialização de 1.508 unidades foi 35,5% superior ao total apurado em janeiro de 2009 (1.113 moradias) e 7,9% maior em relação a igual período de 2008 – época de intensa movimentação do mercado. Comparado a dezembro do ano passado, naturalmente, há redução de 73,4% (5.663 unidades).

Os imóveis de dois dormitórios responderam por mais de 34,7% do total, com 524 moradias vendidas. Na sequência vêm os imóveis com três quartos, com 519 unidades (34,4%) e, em seguida, as moradias com quatro dormitórios: 387 unidades, ou 25,7%.

Valores e Vendas

Em valores, as 1.508 unidades representaram um volume negociado de R$ 586,9 milhões, crescimento de 59,5% sobre o valor comercializado em janeiro do ano passado e recuo de 65,5% sobre dezembro último.

Neste ano, o Secovi começa a segmentar sua pesquisa de acordo com a área útil dos imóveis. Em janeiro, 42,4% das unidades (639) vendidas possuíam entre 46 e 65 metros quadrados de área útil média. O nicho de 86 a 130 m2 ficaram na segunda posição, com 270 vendas e 17,9% de participação. 

"Considerando que o segmento intermediário - de 66 a 85 metros quadrados - vendeu 234 unidades (15,5% do total), conclui-se que 75,8% de toda a movimentação se concentrou na faixa de imóveis na faixa de 46 a 130 m2", declarou Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP.

Características

O número de lançamentos residenciais na cidade de São Paulo em janeiro deste ano totalizou 590 unidades, um acréscimo de 54,5% na comparação com janeiro do ano passado, segundo levantamento da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio).

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host