UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/03/2010 - 18h45

Fundos: Votorantim Asset aposta na bolsa e espera por maior alta do real

SÃO PAULO – “Qual deverá ser o comportamento do real nos próximos meses?”. É o que se propõem a responder os gestores da Votorantim Asset em sua última carta mensal. A resposta pode ser resumida em uma palavra: turbulento.

Depois de fechar 2009 com a maior desvalorização desde a implementação do real, em 1994, a moeda norte-americana tem mostrado sinais de recuperação este ano. Até o fechamento desta quinta-feira (18), o dólar comercial acumulava alta de 2,63% frente ao real no ano. Mas, de acordo com os gestores, a tendência é momentânea.

Alta do dólar

“Uma combinação de fatores fez com que o real tivesse a maior desvalorização contra o dólar, quando comparada a outras moedas com as quais tem maior correlação”, afirma a gestora. Entre eles, destacam-se os dados de transações correntes, que registraram fortes déficits em dezembro e janeiro, pressionados pela remessa de lucros para o exterior e fraco resultado da balança comercial.

“Com a redução esperada do saldo comercial, devemos caminhar para déficits crescentes nas transações correntes. Desta forma, o equilíbrio das contas externas depende cada vez mais da entrada nas contas de capitais e de investimento estrangeiro direto”, afirmam os gestores.

Além disso, o movimento global de valorização do dólar, acompanhando dados favoráveis da economia norte-americana, também pesou contra o real. O movimento ganhou ainda mais forças com as preocupações acerca do déficit fiscal de países como Grécia, Portugal e Espanha.

Alta do real

Entretanto, os gestores mantêm sua aposta na valorização do real, apesar dos argumentos a favor da alta da moeda-norte americana. De acordo com eles, alguns dos fatores citados acima deverão se reverter e, somados a outras questões que impulsionam a moeda nacional, devem sustentar uma alta do real.

O principal fator, na visão da gestora, é a expectativa de retomada das emissões de ações no mercado local. “A participação média do investidor estrangeiro no volume dessas operações foi de 80% nos últimos 3 anos, portanto, esperamos um fluxo significativo de dólares se essa participação média for mantida”, aponta.

O saldo da balança comercial, por sua vez, deve mostrar uma melhora devido à sazonalidade, que é mais desfavorável no início do ano. Eventos relacionados a produtos específicos também podem ajudar a melhorar as contas brasileiras – caso do reajuste do preço do minério de ferro.

Por outro lado, os países europeus devem continuar preocupando – apesar de estarem dando sinais de que estão tentando resolver seus problemas fiscais. “Com isso, eles vêm recebendo apoio das principais economias europeias e do banco central europeu, e a pressão que se abateu sobre o euro tende a diminuir, pelo menos no curto prazo”, afirma a gestora.

Valorização, mas nem tanto

Pesando os argumentos pela valorização e pela desvalorização do real nos próximos meses, os gestores da Votorantim mantêm a aposta na divisa brasileira: “acreditamos que ainda passaremos por momentos de turbulência e de questionamento a uma possível sobrevalorização do real. Mas, com as atuais perspectivas, não acreditamos que o real entre em uma tendência de desvalorização”.

Entretanto, a gestora deixa um alerta de que a apreciação se torna cada vez mais limitada, dada a crescente dependência de financiamento externo e, possivelmente, novas medidas contra essa alta do real.

Bolsa e investimentos

Considerando o cenário exposto acima, a Votorantim Asset mantém a sua posição em bolsa no mês de março, “à espera de sinais mais contundentes de oportunidade de compra”. Os gestores também afirmam que os DIs mais longos devem oferecer prêmios mais interessantes, enquanto a parte curta da curva de juros futuros parece não apresentar oportunidades de trading.

Veja abaixo as sugestões de alocação de portfólio para cada perfil de investidor:

Perfil DI Renda Fixa Pré Multimercados Ibovespa Inflação Dólar
Conservador   47%   8% 40% 4% 1% --
Moderado 1   35%   11% 38% 13% 2% 1%
Moderado 2   29%   13% 35% 18% 3% 2%
Agressivo   18%   16% 30% 27% 4% 5%

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host